Grêmio empata com Inter na Arena e fatura o tetra do Gauchão

Pelo quarto ano consecutivo, o Rio Grande do Sul seguirá pintado em azul, preto e branco. O Grêmio fez valer a vantagem construída no primeiro jogo da final, empatou com o Inter por 1 a 1 na tarde deste domingo, na Arena, e conquistou o Campeonato Gaúcho de 2021. O tetracampeonato se repete após 33 anos, quando o Tricolor do fim da década de 80 chegou a seis títulos seguidos. Ferreira abriu o placar no fim do primeiro tempo para os donos da casa e Rodrigo Dourado deu esperança da virada aos colorados. Mas o placar não mudou mais, e a taça fica no estádio gremista, que não vê uma derrota para o maior rival desde 2014. De lá para cá, são 18 jogos, com 11 empates e sete vitórias do Grêmio.

O Grêmio justificou a melhor campanha em toda a competição. Terminou a primeira fase na liderança, venceu mais três vezes no mata-mata e termina com o empate neste domingo. Ao todo, foram 10 triunfos, quatro igualdades e apenas uma derrota. Além disso, ficou com o melhor ataque (30 gols) ao lado do Inter e teve o artilheiro: Diego Souza, com sete bolas na rede. Também teve a defesa menos vazada, com 12 gols sofridos.

O Gre-Nal começou frio como o tempo nebuloso na tarde deste domingo. Poucas chances de lado a lado, muitas faltas, quedas e atendimentos médicos. O Grêmio perdeu oportunidade aos 14 minutos com Geromel, após cobrança de escanteio. A melhor resposta do Inter, que perdeu Cuesta na escalação por problema físico, veio aos 28, pelos pés de Palacios. O clima mudou e esquentou de vez aos 37, quando Rafinha e Yuri Alberto trocaram “gentilezas” no gramado e foram expulsos pelo árbitro Leandro Vuaden. Após cinco minutos de confusão, o jogo recomeçou em alta velocidade. Rodinei obrigou Brenno a fazer boa defesa aos 45. No apagar das luzes, o Grêmio puxou contra-ataque com Matheus Henrique, que deu para Diego Souza. O centroavante abriu na esquerda para Ferreira, e o jovem limpou Rodinei antes de finalizar cruzado no cantinho de Marcelo Lomba: Grêmio 1 a 0.

A partida voltou aberta como terminou a segunda etapa. Aos 14, Matheus Henrique fez fila na defesa do Inter e parou em Marcelo Lomba. Sete minutos depois, Moisés bateu falta do lado esquerdo, e Rodrigo Dourado apareceu livre para cabecear e empatar. Então, Miguel Ángel Ramírez foi para o tudo ou nada. Tirou os laterais Rodinei e Moisés para colocar o meia Praxedes e o atacante Caio Vidal. Guerrero, que não atuava há 40 dias, também entrou em campo. O Grêmio se resguardou com três trocas. Aos 30, Palacios chutou forte de fora da área, e Brenno espalmou bem. Aos 36, Vanderson carimbou a trave colorada. O Gre-Nal seguiu totalmente aberto, com chances de vitória para os dois lados. No fim, ninguém marcou, e o Tricolor valeu-se da vantagem construída no primeiro jogo para levantar a taça..

Antes do início do Brasileirão, as duas equipes têm compromissos pelas competições internacionais no meio da semana. Na quarta-feira, às 19h, o Inter define classificação na Libertadores contra o Always Ready, no Beira-Rio. O Grêmio joga na quinta, contra o La Equidad, às 21h30, pela última rodada da Sul-Americana – a equipe já está classificada às oitavas de final.

No domingo, a Série A começa para a dupla Gre-Nal. O Grêmio enfrenta o Ceará em Fortaleza, às 16h, enquanto o Inter recebe o Sport no Beira-Rio, às 20h30.

Fonte: GE

Postado em 23 de maio de 2021