América vence o Moto Club por 1 a 0 na Arena das Dunas

Foto: Magnus Nascimento

O América venceu o duelo contra o Moto Club/MA, por 1 a 0, na Arena das Dunas. O jogo foi o primeiro do “mata-mata” entre as duas equipes, na Série D do Campeonato Brasileiro. A partida contou com a presença de torcida após 18 meses de proibição devido a pandemia. Foram 2.386 presentes para uma renda de R$ 125.560,00. O jogo da volta será no Maranhão, no próximo domingo, e o time potiguar joga pelo empate para avançar.

O técnico Renatinho Potiguar optou por manter a mesma equipe que iniciou o jogo em Sergipe e venceu o Itabaiana por 2 a 0. A opção do treinador busca favorecer o entrosamento e a competitividade da equipe potiguar.

Além dessa competitividade, a equipe americana iniciou a partida buscando a energia do torcedor que fez sua parte e começou o jogo fazendo uma bela festa na Arena das Dunas.

O América começou o jogo “aceso”, marcando firme no meio de campo e partindo com muita velocidade ao ataque, deixando a marcação do Moto Club confusa.

Nessa confusão o clube maranhense acabou cedendo uma penalidade logo aos 6 minutos. Na cobrança de escanteio, Alvinho escorou de cabeça e o zagueiro colocou a mão na bola. Mazinho foi para a cobrança, mas bateu mal e o goleiro João Paulo fez a defesa.

A perda da penalidade afetou o desempenho americano em campo. Apesar de melhor no jogo, da posse de bola maior e do domínio no meio de campo, as chances claras de gol diminuíram e o Moto Club, que só se defendia, teve menos trabalho na marcação.

Mas, para a sorte do time de Natal, o gol apareceu. Aos 34 minutos, bate rebate na área e erro da defesa maranhense. A bola sobrou “limpa” para Elvinho mandar para as redes.

A vantagem no placar deu uma acomodada nos nervos do América e da torcida, mas também fez com que o time da casa “puxasse o freio de mão” na pressão, levando o jogo para o intervalo em 1 a 0.

O América voltou com uma mudança para o segundo tempo. Renatinho Potiguar optou por tirar Alvinho e mandar a campo o atacante Wesley Smith.

O time do Moto cresceu no jogo, muito mais pela queda americana de produção do que por força dos visitantes. Com a bola no pé o clube maranhense passou a ameaçar.

Apesar disso, foi o América quem teve uma grande chance aos 28 minutos. Numa jogada pela direita a bola foi para a área e, desviada pela zaga, sobrou “limpa” para Wesley Smith. Ele mandou uma bomba, mas encontrou o goleiro João Paulo bem posicionado para defender. Depois disso pouco foi produzido e o jogo terminou mesmo 1 a 0 para o América contra o Moto Club.

Tribuna do Norte

Postado em 26 de setembro de 2021