Flamengo perde para São Paulo, mas garante bi do Brasileirão

“Uma vez Flamengo”, duas vezes Flamengo… Os primeiros versos do hino rubro-negro já podem ser alterados apesar da derrota por 2 a 1 para o São Paulo nesta quinta-feira (25), no Morumbi. O time contou com empate sem gols do Internacional contra o Corinthians para conquistar bicampeonato do Brasileirão.

Além dos agora sete campeonatos brasileiros (1980, 1982, 1983, 1992, 2009, 2019 e 2020), o time contabiliza também a conquista da polêmica Copa União (1987) — o Sport se vale da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de 2019 para também comemorar o título nacional daquele ano.

Ao longo de 36 rodadas, interrompidas pela pandemia do novo coronavírus, o Flamengo não chegou a liderar o Brasileirão uma vez sequer. Na 37ª data, um confronto com o então líder Internacional mudou o rumo da história. A vitória dos comandados de Rogério Ceni, que assumiu o time em novembro no lugar de Domènec Torrent, foi o sprint final para o sétimo título.

A conquista, inclusive, é especial para Rogério Ceni. Um dos maiores ídolos da história do São Paulo, adversário da noite do título, o ex-goleiro-capitão-artilheiro chegou a morar debaixo das arquibancadas do Morumbi. Apesar do enorme respeito com o time tricolor, o tricampeão como jogador e campeão como técnico não se furtou a dar a volta olímpica.

Fonte: R7

Postado em 26 de fevereiro de 2021